Principal/.. Praia/.. Litoral Sul/.. Localização/.. Naturismo/.. Galeria de fotos/.. Notícias/.. Artigos/.. Livro Pureza/..

Muncípio de CONDE/PARAÍBA

Distrito criado com a denominação de Conde, em 1768. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Conde, figura no município de Paraíba.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, figura no município de Paraíba o distrito de Conde de Pitimbu, não figurando o distrito de Conde. Pela lei estadual nº 700, de 1930, o município de Paraíba passou a denominar-se João Pessoa.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito figura com a denominação de Conde e permanece no município, então denominado João Pessoa.

• Criação do município

O Conde foi criado através da lei N° 3.107, de 18 de novembro de 1963, pelo Governador Pedro Moreno Gondim, tendo sido desmembrado da capital do estado, João Pessoa.

• Alterações toponímicas distritais

Conde para Conde de Pitimbu alterado, em 1920, Conde de Pitimbu para Conde alterado, em 1933.

Conde para Jacoca alterado pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943.

Jacoca para Vila Conde alterado, pela lei estadual nº 318, de 07-01-1949.

Vila do Conde para Conde alterado, pela lei estadual nº 3107, de 18-11-1963.

• Área municipal

O município possui 173km², representando 0,29% da área da Paraíba, tendo como municípios limítrofes: ao norte, João Pessoa; a oeste, Santa Rita e Alhandra; ao sul, Pitimbu e a leste o oceano Atlântico.

• Localização

O Conde esta localizado na mesorregião da mata Paraibana, microrregião de João Pessoa, integrante, portanto, dos municípios que formam a grande João Pessoa. O conde dista 16,9 Km da capital, onde se localiza o distrito de Jacumã, destacada área do turismo estadual.

• Vias de acesso

Duas vias de asfaltadas dão acesso ao Conde: PB-018 que liga a BR-101 à sede municipal, prosseguindo, a referida via, até o Distrito de Jacumã. O segundo acesso é a PB-008, também conhecida como via litorânea, que interliga as orlas marítimas de João Pessoa e Conde. A PB-008 se conecta com a PB-018 na entrada do Distrito de Jacumã, no sentido Norte/Sul.

• População

No ano de 2000, a população condense era de 16.413 habitantes. Em 2009, o IBGE, através do censo demográfico, constatou uma população de 20.849 habitantes. Os Agentes de Saúde trabalham diretamente com todas as famílias residentes com Conde. Da população total, 37,45% residem na zona rural. Os 62,55% restante têm residência na zona urbana.

• Aspectos Econômicos

O setor econômico de Conde pode ser classificado como um município de porte médio na conjuntura da economia paraibana. Todavia, não podemos excluir uma significativa parcela da população que ainda esta inserida entre as camadas pobres da Paraíba. Apesar dos esforços do Poder Público e da iniciativa privada, há grande demanda por emprego.

No Conde, predomina a agricultura de subsistência. Contudo, agregando valores e gerando emprego, merecem destaque a cana-de-açúcar e a cultura do inhame, posto que o município seja o maior exportador daquele nutritivo tubérculo, a nível estadual. Destaca-se a existência de uma grande variedade e quantidade de frutos tropicais.

Como oportunidades de emprego, dispõe o município de várias indústrias importantes no Distrito Industrial da Paraíba, do qual o Conde faz parte. Por conseqüência o município, esta situado entre os dez maiores ICMS do Estado, contribuindo eficazmente para o gerenciamento da coisa pública local.

Como potencialidade econômica maior, o turismo é a força mais expressiva, em razão da orla marítima ou da faixa litorânea do distrito de Jacumã, onde se situa as praias de Gramame, Amor, Jacumã, Carapibus, Tabatinga e a internacil Tambaba, além dos belíssimos cânions que embelezam aquela área.

Jacumã possui uma população em torno de 6.000 habitantes. Nos meses de verão, sua população chega a 60.000. No período momesco, falam em 100.000 foliões.

Para atender os visitantes, o distrito dispõe de 32 pousadas, das quais 6 pertencem a investidores europeus que se fixaram em Jacumã. Dessa forma, é grande a freqüência de suecos, irlandeses, franceses, suíços, ingleses, italianos, portugueses e espanhóis que, anualmente, escolhem Jacumã para curtirem as águas mornas do litoral condense. A nível nacional predominam os nordestinos, paulistas, goianos, brasilienses e paranaenses. Com tantos visitantes, turistas e veranistas paraibanos cresce, como também é dinamizada a economia informal.

Os turismólogos acreditam e divulgam que o Jacumã é o segundo maior pólo turístico estadual.