Praia de naturismo em Linhares, ES, sofre com falta de estrutura

Voltar

A Praia de Barra Seca é a única praia de nudismo do estado. O Local está na rota mundial do naturismo.

A única praia de naturismo do Espírito Santo, a praia de Barra Seca, em Linhares, Norte do Espírito Santo, está enfrentando problemas estruturais. De acordo com a Congragação Naturista, que administra o local, os custos são altos e o poder público não dá apoio. Pessoas de todo o Brasil e até de fora do país frequentam a praia.

O servidor público Arnaldo Dutton, adepto do nudismo, reclamou da falta de investimento no lugar. "Eu acho uma pena não ter investimento do governo para o naturismo. A gente vê que é tudo feito muito na luta pelo pessoal, e eles não têm essa entrada de um fluxo mínimo de capital que possa dar uma estrutura para a gente. E fazer do naturismo uma coisa rentável não só para a praia, mas para o estado".

Praia de nudismo de Barra Seca, no Espírito Santo (Foto: Divulgação/Portal Brasil Naturista)

A Congregação Naturista do estado conta com uma rede de 70 associados. O responsável pela administração, Geraldo Bichara, disse que o grupo tem vários os gastos com equipamentos, e a taxa dos associados não é suficiente para arcar com eles.

"Nós compramos dois transformadores, custou R$ 3.600. Compramos um poste, foi R$ 900. Eu comprei um barco, porque que barco aqui só dura no máximo três anos, foi R$ 1.950. Um motor de popa custa R$ 900, e é um por ano. Então o dinheiro que nós pegamos dos associados não da pra cobrir isso", disse.

Outros gastos são com manutenção, por exemplo, da rede elétrica, que por conta da maresia, sempre precisa de ajustes. As barracas têm mesas e cadeiras quebradas e faltam lâmpadas.

Até água falta, por conta de defeitos na bomba. "Esse ano eu não queria fazer divulgação porque nós estamos sem infraestrutura para receber turista. Hoje eu estou sem água, a bomba queimou. Até quinta-feira eu reponho água aqui com o dinheiro do meu bolso", disse Geraldo.

Segundo ele, a única ajuda que recebeu da Prefeitura de Linhares foram três tambores e quarenta sacos para a coleta do lixo da praia.

Outro lado

A prefeitura afirmou que todas as solicitações feitas pelos representantes da Congregação Naturista foram atendidas e que não há nenhuma requisição feita neste ano sem resposta.

Já o governo do estado informou que a responsabilidade da administração da praia é da Congregação Naturista.

Kaio Henrique

Da TV Gazeta

Voltar