Paris receberá seu primeiro restaurante naturista em setembro

Voltar

O restaurante-conceito Bunyadi, onde a prática de nudismo é liberada, nasceu em Londres e fora inaugurado em maio. Agora chega a capital parisiense uma nova unidade prevista para o mês de setembro. A sua localização ainda está a ser definida.
Em maio passado, em Londres recebeu o Bunyadi, o primeiro restaurante de nudismo na capital britânica. Obra de um certo Seb Lyall, também proprietário da ABQ, um bar efêmero inspirado na van de Breaking Bad. O lugar tem sido, obviamente, muito popular. Com valores entre 38.99 e 58.99 libras (46 a 70 euros), dependendo do número de pratos solicitados, os clientes do restaurante poderão desfrutar de pratos saborosos, em opções veganas ou não e de quebra, ter o luxo de passar uma noite naturista. Tamanho sucesso fez com que o estabelecimento fosse aclamado pela crítica, além da grande lista de espera, que já atingiu 46.000 clientes.

Mas todas as coisas boas chegam ao fim. Depois de várias semanas de atividades, Bunyadi desceu permanentemente as cortinas no domingo, 31 de julho. Questionado pela revista britânica Country & Town House, Seb Lyall explicou as razões para o encerramento: “A nossa localização atual não coincidia com o nosso desejo de nos ampliar. Ele era muito quente e não havia ar-condicionado”.

Porém, uma boa notícia: Após a má escolha sobre o local e até mesmo sobre sua manutenção, isso se mostrou uma oportunidade para Seb Lyall revelar que a Bunyadi logo irá se mudar para … Paris. Em setembro, uma nova versão do restaurante irá desembarcar na capital francesa, em instalações que ainda permanece indefinida. Por enquanto, três lugares ainda estão sob consideração. “Nós construímos uma comunidade e agora queremos compartilhá-la com Paris”, anunciou o empresário, que obteve todas as autorizações necessárias para a abertura de seu hotel em Paris.

O princípio é o mesmo do outro lado do Canal. O cardápio vai oferecer menus veganos, bem como clássicos, e os garçons não serão obrigados a se despir. Eles precisam apenas entregar aos clientes refeições “vestidas” como em qualquer restaurante. Quanto aos outros, eles terão o prazer de saborear o encanto de um jantar realizado por Adão e Eva, no segundo quarto na penumbra.

Os parisienses, podem ficar complexados ou não, mas deve existir uma possibilidade de que o conceito será temporário e irá fechar o final de outubro. Enquanto isso, que tal uma nova abertura em outra cidade europeia?

Voltar