'Nu não é lascivo': Marcha nua em São Francisco

Voltar

Em torno de 20 ativistas de espírito livres marcharam nuas do distrito de Castro em San Francisco, na Califórnia, até o Haight-Ashbury, neste domingo, como parte do movimento “Nude Summer of Love (Verão nu do amor)” em homnagem póstuma a Jerry Garcia, músico da banda Grateful Dead.
"Nossos corpos não são algo a esconder, nem se envergonhar. Nossos corpos são para ser celebrado, honrado, amado, cuidado, respeitado e amado", escreveu a nudista Gypsy Taub no progrma "Minha Verdade Nua" do Canal Vimeo, onde os detalhes do evento foram postados.

De acordo com a mídia de San Francisco, os nudistas agitaram bandeiras e cartazes que diziam "vestuário opcional" e "o nu não é indecente", enquanto Taub gritou "Ho ho, hey hey, a liberdade corpo veio para ficar", e "Hey lá, vocês não são hipócritas, entrem no clima, se juntem a nós", com microfones na mão.

San Francisco proibiu a nudez pública em 2012, e a proibição entrou oficialmente em vigor no dia 01 de fevereiro do ano seguinte. Nudez em público é ilegal em San Francisco se não for obtida uma licença prévia. O evento de domingo foi permitido.

Taub teria denunciado proibição, comparando-a a "vergonha do corpo". A mídia de San Francisco informa que ela foi presa por desrespeitar as regras em dezembro de 2013, onde ela se casou nua nas escadarias do City Hall. Em fevereiro, Taub teria obtido uma outra licença para um "desfile do amor nu" para celebrar o Dia dos Namorados.

O jornal San Francisco Chronicle aponta que em uma tentativa de mostrar ao delegado Scott Wiener, que estava por trás da proibição nudez, Taub e seu grupo supostamente exibiam aos paparazzi que estavam presentes, tirando fotos do evento.

Outros incidentes de topless (liberação dos mamilos) foram realizados em toda a Califórnia recentemente. A ativista Anni Ma, uma das duas mulheres que foram presas por ir de topless em um comício de Bernie Sanders, em Los Angeles, em março, apresentou recentemente um processo federal contra a cidade de Los Angeles e ao Departamento de Polícia de Los Angeles, pedindo US$ 3 milhões pelo o uso de força excessiva.

Ma, 25 anos, foi acusada de atitudes indecentes e de violar um código penal à exposição de partes íntimas em um lugar público.

Voltar